O diário da Inês

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

D. Afonso O Gordo

Hoje começo este texto a agradecer à Zomato e ao restaurante D. Afonso O Gordo por me terem permitido conhecer este espaço tão agradável.

Este restaurante fica situado muito próximo da Sé numa das ruas mais movimentadas. Não passa despercebido pois é grande e ao olharmos para dentro vemos um interior muito interessante. É que este espaço muito antes de ser um restaurante era umas cavalariças, o que explica a aparência medieval.

Passemos agora à comida, que por muito interessante que seja a arquitectura, o que vos vai levar lá é mais a comida e a sua qualidade.

Para começar existem várias opções de entradas, todas com muito potencial, o que me dificultou um pouco a escolha. Acabamos por pedir uma tábua de enchidos que é composta por paio toucinho, chouriço de carne, paiola de porco preto e torresmo. Gostei bastante dos enchidos, mas as azeitonas ainda eram melhores pois tinham um tempero mesmo muito bom.

Quanto ao prato principal comemos o leitão da Bairrada acompanhado com laminas de batata e laranja. O leitão foi servido ainda morno, sendo que a carne era super tenra e a pele tão mas tão estaladiça que até fazia barulho a comer! Assim sendo, carne tenra e pele estaladiça fazem deste leitão um leitão cozinhado na perfeição. O molho que vem para acompanhar com o leitão é agradável mas bastante picante. As batatas fritas são caseiras, saborosas e também estaladiças, que é o que se quer, pois batatas fritas moles é o que mais há por ai.

Em relação às sobremesas, por norma a minha parte favorita da refeição, comemos três, o morgado da Guia, a delícia do Algarve e a mousse de chocolate. Os dois doces algarvios estavam uma delícia, embora eu seja suspeita por ser super fã destes doces algarvios. Mas, ainda assim, o doce que saiu vencedor foi a mousse de chocolate, uma invenção do chef, que leva hortelã frita e flor de sal. A hortelã frita tem um sabor interessante ainda que não me tenha sabido a hortelã (ainda bem, pois não sou fã). Quanto à combinação da mousse de chocolate com a flor de sal é claramente uma excelente combinação. É muito agradável sentir o contraste do cremoso da mousse, e do excelente, doce e saboroso chocolate, com o crocante do sal e claro o sabor salgado.

Os funcionários são muito atenciosos e o chef é uma verdadeira simpatia, é notória a paixão que tem pelo espaço e pelo que cozinha! E quando se cozinha com paixão nota-se na comida.

O único senão são os preços, é verdade que não dá para a carteira de qualquer um, mas é sempre uma excelente ideia para uma comemoração, para uma saída com alguém especial ou quando quiserem impressionar alguém. É que um dia não são dias!

Morada: Rua Santo António da Sé, 18, Lisboa













Tábua de enchidos (paio toucinho, chouriço de carne, paiola de porco preto e torresmo)
Leitão da Bairrada acompanhado com laminas de batata e laranja

Mousse de chocolate caseira

Morgado da Guia
Delicia do Algarve


D. Afonso O Gordo Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Pois comi, resolvi fechar os olhos aos meus princípios por um dia. Mas tenho que confessar que tive pena do leitão. :(

      Eliminar
    2. É pois, mas soube tão bem, né? :D O molho é mesmo para ser picante, é pimenta. :)

      Eliminar
    3. Soube muito bem, sim senhora! :)
      O molho não sei o que levava que a receita é secreta segundo li algures...

      Eliminar
    4. Soube muito bem, sim senhora! :)
      O molho não sei o que levava que a receita é secreta segundo li algures...

      Eliminar