O diário da Inês

domingo, 30 de setembro de 2012

Dia 12 (30/09/12)

Hoje foi dia de ficar por casa, a ver se trabalhava alguma coisa, mas eu sou perita a fazer tudo menos o que tenho mesmo que fazer, enfim sou uma procrastinadora nata.


O dia de manhã esteve bonito, mas quando se aproximou a hora de almoço começou a ficar nublado e muito vento, assim já não me custou tanto estar em casa e não na rua a passear, apesar de que passear sozinha não tem lá grande piada.

Ainda não vos contei que por cá as crianças vão para a escola aos 4-5 anos de idade, e que as crianças que não têm como língua mãe o inglês, ou mesmo ingleses que tem dificuldade na aprendizagem e que nesse primeiro ano não se safam lá muito bem, são encaminhados para uma escola especial para que ultrapassem esses problemas e só depois voltam outra vez para a escola dita normal. Agora percebo porque na Inglaterra o pessoal se forma tão cedo e chegam a doutores em tão tenra idade, por aqui é possível iniciar um doutoramento lá para os 20 anos de idade! E pensar que em Portugal muita gente acha que eu sou muito nova para já estar a fazer um doutoramento.

Ontem no espectáculo de downhill havia uma miúda a assistir cuja indumentária era um pijama daqueles polar, todos pegados tipo aquelas roupinhas dos bebés, por aqui vê-se muita variedade de estilos e pessoas, sobre esta temática ainda terei muito a debater, o que irá acontecer aos poucos. Isto deve-se provavelmente a eu ser portadora de uma mente pequenina, e achar piada a este tipo de coisas que vou observando no dia-a-dia, mas em Portugal, pelo menos pelas cidades por onde já andei não costumo ver tanta variedade de pessoas, talvez em Lisboa a variedade de pessoas seja maior, mas como não paro muito por lá.

Hoje as novidades não são nenhumas já que passei o dia todo em casa, assim aproveito para postar umas fotos da zona de marina no Barbican num dia nublado e num dia de céu azul.










sábado, 29 de setembro de 2012

Dia 11 (29/09/12)


Hoje esteve um dia muito lindo, maioritariamente com o céu azul, aliás não sei se apanharei muitos mais dias destes por cá, por isso depois de almoço decidi ir passear, aproveitar enquanto o trabalho ainda não aperta e o tempo está bom.
Pela primeira vez cozinhei o tal arroz que comprei e afinal não é bem normal, é meio amarelado, ficou rijo e não é lá grande coisa, mas acompanhado com os bifes e o molho que fiz até não ficou mal de todo.




Bem lá fui eu dar o meu passeio e quando já estava perto da universidade apercebi-me que tinha necessidade de fazer um xixizinho, então lá resolvi ir à universidade para ir à casa de banho, quando chego lá vejo que estava a haver grande festança, música a altos berros e estava a acontecer um espectáculo de downhill o que me obrigou depois a dar uma grande volta já que quase todas as passagens estavam cortadas.

Dei uma espreita ao que se estava a passar e lá segui eu, fui até ao Barbican à procura do meu lanche, já que da outra vez que lá tinha ido vi montes de montras apetitosas, o que desta vez não aconteceu (ohhhh), a maioria tinham as montras quase vazias e os bolos quase no fim, e dos cupcakes que tinha visto da outra vez nem sombra. E pelas ruas só cheirava a fritos e para todo o lado que olhasse era só gente a comer “fish and chips”, ele era nas ruas enquanto andavam, sentados nos bancos de rua, nas esplanadas, dentro dos restaurantes. Quando fui a Londres no Verão passado experimentei este prato típico, mas numa versão mais saudável, já que um dos acompanhamentos, se não estou em erro, era ervilhas, e por aqui o que vi eram umas caixinhas de esferovite com o peixe frito e as batatas fritas lá dentro. Ok, um dia destes lá voltarei a comer disto mas nesta versão menos saudável.
Voltando ao lanche, embora a variedade não fosse tanta acabei na mesma por ir lanchar a um sitio chamado “Chocaccino” onde comi uma fatia de bolo de chocolate  e um capuchino.







Mas eu que sou pessoa que até tenho um bom dedo para escolher doces desta vez não acertei porque o bolo era tão enjoativo que além de não o ter conseguido comer todo ainda fiquei enjoada, por isso, das duas, uma, ou perdi a mão, ou eles por aqui são mesmo muito gulosos e eu não aguento tanto. Para não falar que a colher estava tão suja mas tão suja que ao limpar no guardanapo saia preto! Aqui está a prova da minha fraqueza:



Depois voltei outra vez para as ruas com lojas já no centro da cidade que estão sempre cheias de gente e encontrei uma feira com barracas, maioritariamente barracas de venda de comida salgada e doces.







A ASAE seria tão feliz em Plymouth, é que já em vários lados vi, e na feira vi também, é tudo ao ar livre a comida a apanhar com a porcaria que anda no ar com o vento e tal, sim definitivamente iam ser muito felizes por cá.


Ah e apercebi-me hoje que já tinha passado mais do que uma vez pelo Nando’s uma suposta cadeia de restaurantes de origem portuguesa, mas pele ementa não me suou nada a português, só mesmo por terem frango assado.





Depois ainda fui conhecer mais uma cadeia de supermercados daqui onde comprei alguns produtos de higiene que estavam em promoção. Por aqui sempre que encontro uma loja com promoções e acho que é o mais barato que vou encontrar acabo sempre por encontrar outro sítio com promoções ainda melhores. Mas se calhar em Portugal também é assim, eu é que não ligo muito a essa coisas, mas como por aqui quero gastar o menos possível para ver se não sou tantas vezes roubada pelo meu banco, acabo por olhar a essas coisas.

Quando sai do supermercado vi várias pessoas a olhar para uma gaivota que estava entalada com um pedaço enorme de um churro, mas quando a apanhei na foto ela já estava com aquilo quase engolido.



E no supermercado aqui ao pé de casa também já descobri leite sem ser do dia, é um pouco mais caro que no lidl, mas bem mais barato que o leite do dia, isto aos poucos vai lá. Ah e já me consigo orientar sem mapa, hoje dei estas voltas todas sem nunca olhar ao mapa.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Dia 10 (28/09/12)


É tão giro começar o dia a ver a senhora que vai sentada ao meu lado no autocarro mamar um bounty, e ver crianças a saírem do supermercado a comerem batatas fritas assim logo pela fresca…
Ainda no percurso do autocarro passo todos os dias por um outdoor publicitário que se poderia intitular “não sei se ria, não sei se chore” onde é anunciada uma grande promoção em que estão a vender batatas cruas por 1.50£!! Bem, na verdade até que é uma grande promoção pois por aqui as batatas são vendidas pela módica quantia de 2.5-3.0£.
Continuando no tema alimentar sei que natas em inglês se chamam ”cream” mas ainda não consegui descobrir quais são as normais, ah e vêm dentro de copos tipo de iogurte. Oh, mais uma e os meus belos pacotinhos de leite com chocolate? Pois, por cá não há nada disso, e eu que gosto tanto e são tão bons para levar na mala para beber quando chega a hora do lanche.

Ontem aqui na universidade estava montada uma venda de plantas, de manhã quando cheguei estavam cartazes por todo o lado a anunciar “Houseplant students sales” e eu fiquei sem perceber o que se ia passar, mas mais tarde voltei a passar pelo mesmo sítio e estava montada uma grande banca de venda de todos os tipos de flores (desde as mais normais, a bonsais, plantas carnívoras, bambus…) e parece que a coisa rende pois estava lá imensa gente e depois vi montes de pessoas com plantas nas mãos.

Já ontem tinha visto uma decoração numa montra de uma loja que me fez aperceber que vou estar por cá na altura do Hallowen (porreiro!), mas hoje vinha uma criança vestida de bruxa no meu autocarro (a vassoura que ela trazia devia estar avariada!) e depois ainda me cruzei com outra mascarada, por isso não sei o que se ia passar hoje, já que ainda falta cerca de 1 mês para as comemorações do Hallowen.

Estado do tempo: de manhã apanhei um chuvisco e quando já estava debaixo de telha choveu a bem chover e depois voltou à velha alternância de estados de tempo. A previsão meteorológica que está no meu computador dizia estar um radiante sol, quando na verdade estava a chover a bem chover. Daqui concluo que os meteorologistas falham em todo o lado e não só em Portugal.

Vamos agora ao que comi eu hoje ao almoço, alguém quer tentar adivinhar? É que hoje foi em grande, mas mesmo em grande, assim do género dia de festa… Foi tão grande que mesmo agora, 5h depois ainda me sinto cheia!





O almoço foi constituído por um hambúrguer feito na hora com carne picada (eu vi) e umas batatas fritas caseiras (infelizmente impregnadas em litros de óleo), o hambúrguer era mesmo bom, mas mal comecei a comer, aquilo esmolengou-se tudo e já no meio da grande bacorice que para ali ia decidi começar a comer de faca e garfo, aliás talvez seja por isso que nos trazem um garfo com as batatas e uma faca com o hambúrguer.

Foi hoje que ganhei coragem e fui ao lidl, pois e parece que a minha senhoria tinha razão, as fotos seguintes não ilustram devidamente a inclinação das colinas, só vos digo que no sentido de descida deviam apresentar um sinal de “teste os seus travões” e para que saibam para iniciar a subida tive que tomar balanço! Enfim, mas lá cheguei e os meus olhinhos até brilharam ao ver aquela familiar disposição dos produtos e ao ver produtos que eu conhecia (não é que eu seja cliente frequente do lidl, mas isso também não vem ao caso), assim lá me entusiasmei a comprar produtos enlatados com abertura fácil, leite embalado sem ser do diário e por ai fora. Ora isto só prova que sou uma cabeça de vento, depois de lá ter chegado quase morta, deixo-me entusiasmar compro um montão de coisas que depois vou ter que carregar colina abaixo e colina acima! Bem quando vinha a meio da mega inclinada subida só me vinha uma música à cabeça “I will survive!”… Para não falar que tive que passar umas estradas valentes sem passadeira nenhuma à vista, ainda gostava de saber como é que as pessoas daqui passam a estrada.




Mas a meio caminho da colina e no cimo desta deu para tirar umas fotos giras.



quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Dia 9 (27/09/12)


Aqui as pessoas são todas muito simpáticas, ou politicamente correctas, ou ambos, não sei, mas o giro é que toda a gente que entra no autocarro diz bom dia e obrigada ao condutor e à saída voltam todos a dizer muito obrigada. Ora isto é coisa nunca antes vista em Portugal.

Por cá parece que ainda não inventaram a chamada abertura fácil, tudo o que seja lata não tem a dita da argolinha para abrir, quer dizer é tudo pré-feito, nada de ter muito trabalho para comer, mas depois não têm coisas básicas e que nos facilitam muito a vida, como abertura fácil nas latas ou cebola picada congelada, para eu não ficar com as belas das mãos empestadas de cebola! Para encontrar atum com abertura fácil, não foi tarefa fácil e para ter a dita da argola na lata pago muito mais pelo atum. Ah e as latas é tudo redondo, as únicas semelhantes às que nós estamos mais habituados são umas de carapau e sardinha, sendo que um dos tipos de sardinha é “Portuguese sardine”, pena eu não gostar de sardinhas e carapaus enlatados se não ia me alimentar disto, que ao menos conseguia abrir as latas!

Ok, ok, sei que estão ansiosos para saber o que foi o meu almoço, pois, mas não se entusiasmem em demasia que isto vai começar a perder a piada, já que hoje o meu almoço foi ervilhas (algo que eu adoro e que faço muitas vezes) e uma espécie de panados de puré de bacalhau fresco (penso que da marca equivalente à nossa iglo) que fiz no forno, e ficou tudo muito bom.



E acabei o almoço com alguns destes, que cá existem em versão “Big Bag” e como podem reparar na foto tem um símbolo de “Fairtrade”, cá a grande maioria das coisas tem este símbolo. Ah e custou 0.86£, 58.5gr.



Houve um dia, já não sei qual, em que me cruzei com alguém com um saco do lidl, e pensei logo, tenho que investigar onde fica para ir lá às compras, e vou a descobrir que tenho um a 1km de casa e que, aparentava ser sempre a direito. Pois, sim, a direito é, pois não tenho que voltar para lado nenhum, mas a minha senhoria disse que não me aconselhava a ir a este lidl, já que implica descer uma colina super acentuada e depois subir outra muito parecida, e claro para voltar seria o inverso, então talvez só nalgum dia em que me sinta muito corajosa é que irei tentar…

Enquanto não vou ao lidl e como o M&S é perto da universidade, hoje fui lá comprar pão antes de vir para casa e mais uma vez constatei que era capaz de me perder lá dentro e passar lá um dia só a olhar para as coisas, perco-me enquanto ando a olhar para os milhentos tipos de comida feita, pré-feita e pronta a levar ao forno que existe lá! E servir um excelente jantar cá, é coisa para meninos, ao olhar para o que a rapariga que estava na fila à minha frente levava constatei logo que dali ia sair um jantar para dois, passo a dizer o que ela levava, uma caixinha com uma mistura de sushi, uma salada completamente feita e já numa saladeira, batatas temperadas prontas a enfiar no forno, peitos de frango temperados e prontos a enfiar no forno, uma garrafa de vinho e duas fatias de bolo com creme embaladas! As minhas suspeitas passaram a certezas quando ela disse à senhora da caixa que aquilo era da promoção um jantar para dois por 10£, acho que o sushi não devia fazer parte porque a conta dela foi 15£.

Novidades, já consigo perceber os nativos sem fazer tanto esforço e já consigo facilitar os trocos aos nativos e como tal posso começar a esvaziar a minha carteira que já estava bem cheia de moedas. Falar, falar ainda não é com naturalidade, mas já passo o tempo a pensar em inglês!!

Deixo-vos com as vistas do escritório onde estou prisioneira!

(topo da igreja da universidade)

(igreja e algum reflexo da janela!)

(bar onde o pessoal do grupo vai à sexta-feira beber uns copos depois de sair do trabalho)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Dia 8 (26/09/12)


Hoje pela manhã apanhei a minha primeira chuva, nada de extraordinário, mas ainda abri o guarda-chuva, aproveitar a abri-lo quando não está vento… Há muita gente que gosta de andar à chuva, pois eu nunca gostei, aliás para quem usa óculos como eu a chuva é uma seca pois começo a ficar com os óculos tudo cheio de pingas e não é fixe… Já vos disse que o meu guarda-chuva é muito viajado? Foi comprado em Itália, viajou até Portugal e agora está em Inglaterra.

Como já tinha referido, não ia aguentar muito tempo a almoçar a bela da sandes, batata frita, e no meu caso água, mas o que faz parte do menu original é coca-cola. Só para verem a sandes que comi ontem tinha 599 kcal e em termos de % diária de ingestão diária de gordura o meu almoço ficou em 68%, ou seja, mau, muito mau, e para ajudar à festa a minha barriga já se anda a rebelar e ontem estive a tarde toda com umas cólicas terríveis, assim este foi o fim das sandes. Agora vou tentar trazer ou comida feita mas de compra, ou comida feita por mim, e sandes será só de vez em quando.




Este foi hoje o meu almoço, Fish pie, the healthier choice, feito com haddock, um peixe parecido ao bacalhau. Não era assim grande coisa, ainda assim melhor que as sandes e mais saudável… Peço desculpa pela foto desfocada, mas como, como no escritório e não quero parecer tonta (vá eu sou tonta, só não quero que os outros percebam!) tiro as fotos sem flash para ver se ninguém repara, mas hoje saíram desfocadas.
Ah, quem gosta de sushi por aqui é capaz de se dar bem, no Tesco (supermercado aqui ao lado da universidade) vendem umas caixas com sushi, aliás umas caixas bem grandes, que trazem vários molhos e os pauzinhos e tal, tudo por 2.99£. Pena eu não gostar de sushi.

Tenho que vos contar o meu drama diário, aqui na Universidade tudo se acede através de um cartão pessoal, cartão esse que só nos dá acesso aos locais que precisamos de usar, e aos quais temos que fazer um pedido de acesso. Assim como eu ainda não me foi atribuída uma secretária não tenho acesso a lado nenhum, mas tenho estado na sala dos pós-docs, entretanto hoje soube que, como só fico até ao Natal posso ficar no sitio onde estou, pois neste momento estão a receber muitos doutorandos e não sabem onde os meter todos. Mas para tal preciso da assinatura do meu orientador que só volta ao trabalho para a semana. Assim, após esta introdução, vem o meu drama, para chegar a esta sala onde estou tenho que passar por 2 portas que não consigo abrir, uma que dá para um corredor e a outra que é a porta do escritório (ah e não dá para deixar as portas encostadas, elas fecham sozinhas). Isto significa que quando quero ir à casa de banho ou tem que estar alguém no escritório para depois me ir abrir a porta ou tenho que levar tudo e depois já não posso entrar, isto faz com que esteja muitas vezes aflita para ir fazer um xixi, mas tenho que aguentar ao máximo, para não estar sempre a ir ou porque tenho que esperar que alguém chegue. Hoje por exemplo, para não estar sempre a tocar para me virem abrir a porta, estive com o meu almoço na mão à porta, da porta que dá para o corredor à espera que viesse alguém e eu aproveitava para me esgueirar atrás!

Ao vir para casa voltei a apanhar chuva, e quem cruzava comigo olhava para mim como se eu fosse um extraterrestre, porque ia tudo descontraído e eu com o casaco fechado até acima e o capuz apertado na cabeça para não sair com o vento!

Pois e faz hoje uma semana que cheguei cá, por isso para tal deixo-vos com uma foto da roda gigante aqui de Plymouth.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Dia 7 (25/19/12)


Hoje o dia começou assim:



E fosse eu uma mulher dada a novas tecnologias e podia ter partilhado esta foto logo pela manhã, assim como não tenho telemóvel que tire fotografias só à noite posso passar as fotos da máquina para o computador.
Mas quando cheguei à faculdade já estava mais assim (esta foto é da net já que não cheguei a fotografar o céu cinzento):



Basicamente oscilou o dia todo entre sol e céu cinzento, e caíram umas pinguitas à tarde, mais ou menos meia dúzia delas.
Aqui a alternância entre as estações é incrível, alterna era frio ou muito frio, e vá ligeiramente morno se estiver a fazer uma subida particularmente inclinada. Depois tão depressa está um céu azul que parece indicar um dia lindo, como ao fim de 5 minutos está o céu super cinzento, mas no dia em que choveu muito o céu estava branco, não cinzento, enfim é toda uma confusão.

Pois hoje lá vim eu de autocarro para a universidade, viagem em que tive a oportunidade de voltar a observar que as crianças por aqui são tão inteligentes, super pequeninas e já falam tão bem inglês! ;)  Por cá os autocarros só têm uma porta, ou seja, saímos e entramos pela mesma porta. E como aqui é tudo ao contrário nem sei em que sentido se fazem as filas, ontem fui para o que achei ser o fim da fila e para confirmar tive que perguntar se era o fim da fila…

Ontem nem vos contei a minha aventura para achar o local onde se fazem os passes para andar de autocarro. Então, procurei na net a morada e lá fui ao Google maps ver o caminho e até aqui tudo muito fácil, tal como foi fácil chegar ao edifício em si, aqui é que começa a parte pior. Na rua numas portas de saída de emergência estavam uns autocolantes dos autocarros e assim percebi que ali seria o edifício que eu procurava. Mas não encontrava a entrada, apenas via uma entrada para uma loja de roupa, lá circundei todo o edifício e nada! Voltei então à parte da frente e resolvi perguntar a umas velhotas onde era a entrada, ao que elas me indicaram a loja de roupa, e eu, ok, não devem ter percebido o que eu disse, mas vou dar uma espreitadela. Entrei e só via roupa, resolvi subir um andar e continuava a só ver roupa, mau, mas será que estou no sítio certo? Subi mais um andar e lá vi indicações sobre o que eu procurava, então no meio de mais um andar de loja com roupa estava um quiosque dos autocarros onde fui fazer o passe!!!

Lei anti-tabaco, por aqui é que é a valer, não se pode fumar nas paragens de autocarros (oh para mim a bater palmas, clap, clap, clap), e nos comboios, mesmo ao ar livre, nas plataformas de espera também não se pode fumar (clap, clap, clap). Suponho que os fumadores tenham mesmo que sair da zona de estação para poder fumar, ou então devem ter alguma área onde o podem fazer mas eu não a vi.

Heis que hoje aparece no meu ecrã de computador (onde tenho o estado do tempo no Porto e em Plymouth) uma perspectiva animadora! :)



Hoje ao almoço debati-me com um dilema, sobre o que iria almoçar, pensei (hummmm, enquanto esfrego o queixo), pensei, pensei, é que as opções eram tantas que continuei a pensar, pensar até que me decidi…



Ou seja, hoje enriqueci o belo do almoço com um chocolate!


Para encerrar deixo uma foto da igreja que, penso, faz parte da universidade para que os estudantes possam ir rezar.



segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Dia 6 (24/09/12)


Faz-me falta fazer uma sopa! Acabavam-se os meus problemas sobre o que jantar e sopinha é saudável, assim lá me meti a pensar que tinha que perguntar à senhoria se tem uma varinha mágica, mas, mas, mas, como se diz varinha mágica em inglês? Magic wand? Eu agora já sei como se diz, mas não vos conto, que é para verem como eu consigo ser má pessoa mesmo quando desterrada em Plymouth.

Outra coisa que tive oportunidade de pensar ontem enquanto estava em casa a ver o mau tempo na rua foi que se calhar a bela comidinha que eu comi no dia em que cheguei cá era uma espécie de Sunday Roast só que versão pernas de frango!

Uma boa ideia será também arranjar, e rapidamente, um casaco impermeável, assim para o comprido para me proteger também as pernas e com bolsos que é para lá meter umas pedras porque senão ainda levanto voo com estas ventanias. Hum, e se calhar também umas galochas…

Como já deve estar a dar para reparar, isto hoje vai ser uma bela misturada pois quero falar de vários assuntos, todos eles bem distintos. Agora vou falar de leite, eu pessoa habituada a ter um belo stock de leite em casa para nunca me preocupar em ficar sem leite, estou para morrer aqui, já que eles só têm leite do dia e como tal tenho que comprar um pacote de cada vez porque senão quando o beber já está passado de validade! Ora, logisticamente falando, isto é uma seca porque me obriga a andar constantemente preocupada em ir às compras, sim porque eu sou pessoa que não passo sem pequeno-almoço e ir comer fora, aqui, é impensável. Meu belo Porto onde se pode comer um bom pequeno-almoço ao preço da chuva (ui, é melhor não falar de chu** se não ainda começa a ch***r).

Ora pois preparados para ver o belo do almoço que eu ingeri hoje? Pois então aqui está ele:




Custou a módica quantia de 2.99£, ah e neste mesmo sitio onde comprei o almoço consigo comprar um café expresso ruim por 0.75£, servido num copo enorme de papel. Não sei quanto tempo vou aguentar este tipo de almoços, é que não basta o gelo que está na rua ainda tenho que comer tudo frio, nada de uma sopinha ou comidinha quente para aquecer a alma… Ah, e todos os menus, que sejam a preços simpáticos incluem sempre o belo do pacote de batatas fritas.

E já agora, durante quando tempo me irá fazer confusão ver as crianças no suposto lado do condutor, é que por mais que saiba que aqui os carros são ao contrário, continua a fazer-me confusão, ou como diria a minha irmã ver o cão do lado do condutor também tem a sua piada!

O meu caminho para trabalhar é bastante enriquecido por subidas e descidas, e, eu, uma pessoa que tem até um bom andamento, quem anda comigo tem que andar bem para me acompanhar, aqui dou por mim a ser ultrapassada a alta velocidade por toda a gente e a manter o ritmo de andamento das pessoas de idade…
Assim fui adquirir isto:



E hoje já vim de autocarro para casa, e, o caminho que me cansava bastante, de autocarro foi feito nuns 6-8 minutos!

Antes de apanhar o autocarro fui ao Marks & Spencer comprar pão, leite e umas bolachas e desta vez acertei, são bem boas, por isso a foto já saiu com o pacote aberto. Fiz as minhas compras já a ouvir a senhora do altifalante a dizer que já estavam fechados, a sorte é que eu já estava do lado de dentro, aqui tudo fecha impreterivelmente às 18h!



Por hoje termino com umas fotos das luvas fashion e de umas casinhas por onde passo no caminho para a universidade (Whittington Street).






domingo, 23 de setembro de 2012

Dia 5 (23/09/12)


Hoje seria o dia D, o dia de ir experimentar o famoso almoço de domingo, o “Sunday Roast”




Mas como o dia está assim como se pode ver nos vídeos (é pena a minha máquina não gravar som, porque o vento faz um barulho horrível, e também não tem definição suficiente para gravar a chuva que por sinal era bastante)

video

video



Acabei por ficar em casa o dia todo e almoçar isto




Pode-se assim dizer que o Sunday Roast foi por água abaixo, literalmente!
Assim hoje não há nada de novo a contar, deixo-vos com uma foto da marina na famosa zona Barbican.